quinta-feira, 30 de setembro de 2010

domingo, 26 de setembro de 2010

Outono

Carrego no meu peito
o cheiro a vinhas vindimadas,
a Outono de folhas esvoaçando
pelo chão;
porta entreaberta que espreita,
sem desfeita,
a vontade de em teus braços
me acolher;
sonhos feitos abraços,
para viver uma aventura
de memórias gravadas
nos teus beijos …

Anseios de mulher!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Escrevi meu nome no vento

Chovia num verão insatisfeito
E a chuva engrossou o meu lamento;
Com as letras guardadas no meu peito
Escrevi, grande, o meu nome e dei-o ao vento…

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Acontecer

Pode ser que as madrugadas
Não se rasguem nos clarões

Do sol nascente!

Pode ser que o mar se afogue
No seu próprio tenebroso temporal!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Setembro ...


Setembro chega com o cheiro a Terra parida
como uma onda de loiro trigo
em searas batidas pela aragem da tarde...

Bebe do mosto das uvas vindimadas
e se desfaz nas primeiras chuvas de Outono !

Depois dele, a Terra se refaz no descanso do frio
e se prepara para o ressurgir da Primavera!

sábado, 4 de setembro de 2010

Alvoroço

Para ver o teu rosto
No brilho dos meus olhos
Preciso de uma lágrima,
Sagrada,
que me escorra até à boca
que te beija,
louca,
ânsia de ser amada…